quinta-feira, agosto 25, 2005

Nota de Rodapé

A notícia vale cinco linhas nas "Curtas" do Expresso.

O ex. ministro da Saúde, Luís Filipe Pereira, pediu ao Estado o subsídio de reintegração a que têm direito os que deixaram de exercer cargos semelhantes.
Não se pode deixar de entender a necessidade de alargar os serviços de saúde aos privados, desde que para benefício de todos: cidadãos, estado e empresas. O que esse senhor fez durante a governação Durão/Santana foi salvaguardar os interesses do sector privado, com prejuízo para os cofres do erário público e sem nenhum melhoramento para as pessoas que verdadeiramente precisam.
Antes de exercer funções era administrador do Grupo Mello, justamente o que mais interesses tem nestas matérias. E saído do governo, voltou a desempenhar as suas funções, reconhecimento dos bons serviços prestados.

São 4 mil e 400 carapaus de bigode dos antigos (22.000 Euros), o que para muitos nem é dinheiro. Seriam úteis a muito boa gente que conheço até para que pudessem ter melhores cuidados básicos de saúde.

Os órgãos de comunicação, os comentadores e restante panóplia do reviralho nem toca no assunto, tão solícitos que foram nos casos Vara e Gomes.
Quer dizer: a lei está mal. O subsídio de reintegração não deveria existir uma vez que ninguém precisa verdadeiramente de ser recolocado depois de estar no poder. Pelo contrário, ir para o governo é adquirir um cartão vitalício de permanência nas altas esferas da guita.

Quanto a este rapaz há uma coisa que se pode pensar sem grande esforço: p#*$ que p?=&* a sua reintegração.

2 Comments:

At 6:36 da tarde, Blogger Clara said...

Quem achava que Soares estava senil tome lá, grande discurso, até tive vontade de gritar em casa sózinha: "Soares é fixe!". O homem é o maior político português e eu vou apoiar. Já agora obrigada pela visita ao meu blog, é semre bom uma visita de um camarada. Gostei de te ver na conferência do Soares, estavas em pé ao fundo (eh, eh)...

 
At 6:31 da tarde, Blogger HB said...

Retribuo as saudações e claro que estava no Soares. Jamais faltaria: é o meu político preferido. Beijinhos e bem vinda às minhas (poucas) sugestões de blogues.

 

Enviar um comentário

<< Home