sexta-feira, agosto 14, 2009

É sempre chato…

… Para uma oposição unida visceralmente em uníssono para atacar pessoal, politica e dramaticamente tudo o que envolve a difícil e histórica governação do país.
Difícil, porque vivemos a maior crise mundial desde 1949, histórica, porque nenhum governo foi tão determinado em atacar as corporações negativas, procurar resolver a crise e impor uma dinâmica reformista ao país. Tudo ao mesmo tempo, fará de Sócrates uma figura incontornável na análise posterior que se fizer dos governos democráticos.
Mas, sendo chato, não deixam de ser factos: No segundo trimestre de 2009, a economia portuguesa cresceu (+0,3%). Cresceu ao nível da França e da Alemanha. Os resultados destes três países evitaram uma queda maior de toda a zona euro (-0,1%).
Eles apareceram todos nas televisões a dar vivas à crise. Hoje mesmo. A negação de qualquer bom resultado confirma a tendência obsessiva do Movimento Unido de Todos os Partidos da Oposição.

3 Comments:

At 11:29 da tarde, Blogger José Reis Santos said...

Humberto, querias dizer crise de 1929, nao?

 
At 11:41 da tarde, Anonymous Anónimo said...

visita www.unirlisboa.net e apoia antónio costa

 
At 1:58 da tarde, Blogger HB said...

Não, queria dizer 1945.

 

Enviar um comentário

<< Home